15 de Dezembro - 1ª Missa do Parto

Igreja do Espírito Santo

Com Maria, rumo aos 500 anos

Deus é um Pai que nunca se cansa de vir ao nosso encontro. Este é o dinamismo do Amor Trinitário para connosco. Nele integramos as comemorações dos 500 anos da Criação da nossa Diocese. Neste primeiro ano, dedicado a “Deus Pai que acolhe e congrega os seus filhos”, é importante que nos sintamos chamados, acolhidos e congregados pelo próprio Deus, em Igreja. Tal como Isaías na 1ª leitura, sejamos portadores de uma mensagem de vida e de esperança, dinamizadores de um colhimento que vai ao encontro dos que estão longe, que congrega os dispersos do nosso tempo. O eco da voz de João Batista, escutado hoje, convida-nos a sermos anunciadores da Palavra de Deus. Este anuncio parte necessariamente do alimento da própria Palavra. Ser Igreja que aponta Jesus Cristo como “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” implica alimentar-se constantemente da Palavra de Deus, da qual nasce o anuncio profético e cativante, tão fundamental nos nossos dias. O Povo acolhido e congregado pela Palavra de Deus, tem a sua expressão na Igreja, assembleia convocada, família dos filhos de Deus! A Igreja doméstica, a família, continua a ser o lugar onde se pode e deve experimentar este dimanismo de vida e de amor trinitário. Maria, mãe da Igreja, conduz-nos ao longo deste ano como Aquela que acolhendo o chamamento de Deus, gerou a Palavra da Vida que se deu em alimento para congregar na família da Igreja todos os que andavam dispersos. Com ela dediquemos especial atenção ao acolhimento, à Palavra de Deus e à Família
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO