17 de Dezembro - 3ª Missa do Parto

Igreja da Piedade

Igreja do Espírito Santo

Maria, gera família

Quando Deus Pai enviou o seu Filho não preparou para Ele um palácio para nascer, nem se preocupou com um berço de ouro. Preparou o mais importante: uma Mãe e um Pai, com um coração acolhedor para O receber como dom. Neste Natal façamos o presépio em casa. Simples ou mais elaborado. Que seja um cantinho diferente na nossa casa onde os grandes e os mais pequenos possam entrar na história da salvação. Seja esse cantinho um convite à oração em família; um convite a entrar no presépio e deixar-se maravilhar por Deus que vem ao nosso encontro e quer nascer na manjedoura que é o nosso coração e a nossa vida. No centro do presépio encontraremos a Sagrada Família: Jesus, Maria e José. No centro desta família está a
Palavra feita gesto, feita carne, Cristo Jesus. Ele também quer ser o centro das nossas famílias.
Deixar que Deus nasça no seio das famílias é deixar nascer nos nossos gestos e vida a justiça e a paz para sempre. Paz em gestos simples de perdão; paz em gestos de carinho e acolhimento. Paz que derruba muros de inimizade e lança pontes de diálogo entre todos. Seja o tempo de Natal um tempo de aproximar-se de Deus e aproximar-se do pai, da mãe, do filho, da filha, do irmão e da irmã, da avó e do avô: da família. Possamos fazer nascer o amor onde há tantas vezes há incompreensão e inimizade. Não esperemos pelos gestos dos outros, mas sejamos fortes e cristãos capazes de dar o primeiro passo no caminho da paz e da reconciliação. Ser família é deixar que o Menino Deus nasça nos nossos gestos, nos nossos sentimentos e palavras
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO