Mensagem do Bispo do Funchal à Comunidade Paroquial da Ribeira Seca

Caríssimos Diocesanos da Ribeira Seca

No próximo dia 8 de Maio, a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima visitará a Paróquia da Ribeira Seca, seguindo o programa preparado pelo respectivo Pároco, Rev. Cón. Manuel Martins, e uma Comissão por ele constituída, com elementos das comunidades da Ribeira Seca e Machico. Percorrerá todos os sítios e terá um encontro celebrativo, no recinto da Escola, bem perto da Capela da Senhora do Amparo, que esteve no início e dá o nome à Paróquia, como sua padroeira. Lamenta-se que a Imagem não possa ser recebida na igreja paroquial, dada a situação existente, desde há trinta e três anos, quando o Bispo de então retirou ao Rev. P. Martins Júnior a competência para o exercício do seu ministério sacerdotal. Enquanto a situação canónica deste sacerdote não estiver resolvida, a Diocese não pode aceitar factos e atitudes, que possam parecer de concordância com a presente situação. Como Bispo Diocesano, eu quero dizer à comunidade cristã da Ribeira Seca que não está esquecida nem menosprezada, como algumas pessoas pretendem fazer crer, assumindo-se representantes de toda a população. O Bispo está com todos quantos queiram superar as divisões, que vêm do passado, e que aqui encontrou, quando, há três anos, assumiu a responsabilidade da Diocese. Tenho pelo povo cristão da Ribeira Seca a mesma atenção e cuidado pastoral, que dedico a todas as outras comunidades da Diocese. Só que, para uma presença pessoal mais próxima e efectiva, terão de criar-se as condições exigidas pelas orientações gerais da Igreja Universal, em tais situações. Não vos faltará, no entanto, o apoio e a assistência espiritual, pois tendes sempre a possibilidade de recorrer ao vosso Pároco, na igreja de Machico. Sei quanto estimais Nossa Senhora – a Senhora do Amparo, vossa Padroeira, e a Senhora de Fátima, cuja Imagem peregrinará entre vós, na tarde do próximo sábado, dia 8. A maior parte do nosso povo tem grande apreço e profundo respeito pela Imagem, pois ela nos ajuda a elevar o pensamento e o coração até Maria, a Mãe de Cristo, Mãe da Igreja e nossa Mãe! Só tenho mais uma palavra a dizer-vos: acolhei com amor Maria-Mãe, a Senhora de Fátima, que vai passar no meio de vós na sua Imagem! Fazei festa, acolhei-a na sua passagem junto das vossas casas, participai na celebração mariana e na procissão das velas, até à Matriz de Machico. Não vos deixeis inibir nem tenhais medo, perante certas provocações ou ameaças veladas, que alguns parecem temer. Honrai Nossa Senhora, expressai a vossa fé, tomai uma atitude coerente e um testemunho digno de cristãos convictos, que entendem a Igreja como mistério de comunhão e se conduzem por verdadeiros comportamentos de fé em Nosso Senhor Jesus Cristo.


Funchal 4 de Maio de 2010
† António Carrilho, Bispo do Funchal
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO