HOMILIA DE D. ANTÓNIO CARRILHO, BISPO DO FUNCHAL
na Missa de Quarta-feira de cinzas 2010



“Convertei-vos a Mim de todo o coração…” (Joel 2,12)

Com a celebração litúrgica de hoje, quarta-feira de Cinzas, a Igreja inicia a sua caminhada quaresmal, tempo especial de graça, de conversão pessoal e comunitária, como preparação para a solene e frutuosa celebração da Páscoa, acontecimento central da nossa fé cristã.

As cinzas são sinal de penitência, convite ao arrependimento e à conversão; lembram a fragilidade e finitude humanas neste nosso peregrinar, a caminho da eternidade de Deus. É assim que o rito da bênção e imposição das cinzas não pode ser apenas um gesto exterior, de mera tradição, mas um compromisso interior exigente, na escuta da Palavra e na fidelidade à voz do Espírito. Diz-nos Deus, através do Profeta Joel: “Convertei-vos a Mim de todo o coração…” (2,12). Daí a urgência de parar, de fazer silêncio, interiorizar a mensagem e caminhar ao ritmo do Coração de Cristo.

A espiritualidade do deserto quaresmal, com o seu horizonte aberto ao Infinito, escuta da Palavra, silêncio e conversão, continua a ser espaço privilegiado de encontro íntimo e pessoal com Deus. E um coração, transfigurado pelo Amor, abre-se incondicionalmente aos outros, em gestos concretos de solidariedade, diálogo, tolerância, perdão, comunhão fraterna e inclusão social.

Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO