MENSAGEM DE NATAL DO SENHOR BISPO D. ANTÓNIO CARRILHO

MENSAGEM DE NATAL
DE D. ANTÓNIO CARRILHO, BISPO DO FUNCHAL

Natal, Festa da Vida e da Esperança
Cristo nasce! Ele é a Vida e a nossa Esperança!

É com grande júbilo pelo Seu nascimento, que faço ressonância do anúncio do Anjo aos pastores de Belém e vos convido a viver alegremente o Natal: “anuncio-vos uma grande alegria…Hoje, nasceu-vos o Salvador, que é o Messias, Senhor” (Lc 2,10-11). Sim, Jesus continua a nascer, todos os dias, no “hoje” da nossa história concreta.
A minha saudação natalícia é extensiva a todos vós, caros diocesanos, crianças, jovens, adultos e idosos. Boas Festas no Menino de Belém! Ele está para sempre connosco. Fez a Sua tenda entre nós! Que o Amor, a Paz e a Luz do Natal estejam nos vossos corações e nas vossas famílias.
O Natal de Jesus, “a festa”, como tradicionalmente se diz na nossa Diocese, é vivido com grande e particular intensidade e alegria, na Madeira e no Porto Santo. Para esta convergem grandes preparativos, sem esquecer a secular tradição da “lapinha” e dos presépios, os ornamentos próprios desta época natalícia e a iluminação artística das nossas casas e ruas. Nesta quadra natalícia, a nossa Ilha transforma-se num gigantesco e belo presépio iluminado, encanto dos residentes e dos numerosos turistas que nos visitam.
Sem deixar de notar alguns exageros da nossa sociedade de consumo, temos de reconhecer, também, que a envolvência festiva exterior nos ajuda a celebrar o grande acontecimento salvífico do Natal. Não podemos esquecer, porém, que o verdadeiro Natal, o nascimento do Menino de Belém, deverá acontecer, em primeiro lugar, na gruta do nosso coração. Será, sobretudo, dentro de nós que acontece a Festa!
Jesus Menino encarna verdadeiramente na nossa vida, quando acolhemos os outros, nomeadamente os mais pobres, idosos, doentes e abandonados, os de perto e os de longe, os que não têm paz nem amor ou vivem em solidão. Natal é tempo de promover a cultura da vida e da alegria. Sim, de fazer circular o Amor, a Paz e a Vida em abundância, que recebemos de Jesus Menino, em gestos gratuitos de solidariedade, amor fraterno, acolhimento e doação aos outros.
Já muito próximo do Natal de Jesus, recordo particularmente os nossos emigrantes, as nossas famílias e instituições, os desempregados, todos os que perderam a alegria de viver e se afundaram num horizonte sem esperança. A Igreja, consciente da grave crise mundial, a nível económico e social, continua a celebrar e a apresentar a todos os povos a grande Esperança da Humanidade, Jesus Menino, que nos braços de Maria, Se oferece humildemente a cada um de nós. Natal é “Deus connosco”, Festa da Vida, da Alegria e da Ternura.
Caros diocesanos, que a claríssima Luz do Menino de Belém brilhe no coração de todos os cristãos e transborde em testemunho de fé e de esperança. Ele é a fonte da verdadeira Alegria e da verdadeira Paz. Para todos, residentes, emigrantes e turistas, reitero os meus votos de Boas Festas.

Feliz Natal! Alegrai-vos! Nasceu Jesus!

Funchal, 20 de Dezembro de 2009
† António Carrilho, Bispo do Funchal
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO