Palavras do Bispo do Funchal na Visita dos Reis de Espanha

Palavras de D. António Carrilho, Bispo do Funchal,
na Visita dos Reis de Espanha à igreja de Nossa Senhora do Monte


Saudação e boas-vindas

É, com grande alegria, que saúdo Suas Majestades os Reis de Espanha, Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa e Senhora, outras autoridades e todos os presentes; é, com grande alegria, que vos acolhemos nesta bela igreja de Nossa Senhora do Monte, Padroeira da cidade e da Diocese do Funchal.

Erguida no alto da montanha, daqui se projecta o nosso olhar sobre todo o espaço urbano e além-mar, lembrando as gestas dos descobrimentos e da acção missionária de outrora, e conduzindo-nos ao encontro de largos milhares de madeirenses que, em terras distantes, vivem, trabalham e testemunham as nossas tradições.

Esta igreja foi construída nos princípios do século XIX, substituindo uma capela até então existente e onde já se encontrava a imagem da Senhora do Monte. Segundo uma tradição que remonta ao séc. XV, essa pequena imagem que podemos ver, no altar, ao fundo, foi encontrada no sítio do Terreiro da Luta, após a aparição da Mãe de Jesus a uma jovem pastora. Bem mais tarde, em cumprimento de um voto de gratidão pelo maternal patrocínio da Virgem Maria, aquando da grande aluvião de 9 de Outubro de 1803, a Senhora do Monte foi proclamada padroeira da cidade e da Diocese do Funchal, numa devoção que ganhou raízes bem fundas na fé e no coração do nosso povo.

Motivo de especial significado, nesta visita, está no facto de aqui se encontrar o túmulo do Imperador Carlos de Áustria, ainda ligado por relações familiares à Coroa de Espanha. E lá fora, uma estátua faz dele condigna memória, tendo em atenção as marcas deixadas, na sua curta estadia na Madeira.


Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO