Encerramento Ano Paulino: Vigília da Festa de São Pedro e São Paulo na Capela de São Pedro 28.06.09


Vigília de São Pedro e São Paulo e Encerramento do Ano Paulino, presidida pelo Senhor Bispo Emérito D. Teodoro de Faria.
S. PEDRO E S. PAULO
No dia 28 de Junho de 2009, iniciaram-se as celebrações da festa litúrgica de São Pedro e o encerramento do Ano Paulino, no Porto Santo, na Capela de São Pedro e São Paulo. A Eucaristia foi presidida pelo Bispo Emérito do Funchal, D. Teodoro de Faria e concelebrada pelos Párocos das Paróquias do Porto Santo, Hélder Gonçalves e Victor Gonçalves. A Liturgia apresentou a obra que Jesus operou em São Pedro e São Paulo. D. Teodoro, na homília, apresentou os pontos marcantes da vida destes Santos. Pedro e Paulo tinham idades diferentes. Pedro seguiu Jesus com dedicação, deixando a sua casa e expondo-se a todas as incógnitas. Era formado apenas na catequese do Antigo Testamento. Homem simples, percebeu que o amor de Jesus era eterno e então teria de o seguir para sempre. Eram-lhe reconhecidas as qualidades de chefe e eram, simultaneamente, aceites todos os seus defeitos. Jesus conhecia plenamente o temperamento deste apóstolo, sabendo que ele era capaz de O ajudar e de noutro momento O negar. Saulo (nome hebraico) ou Paulo era oriundo duma grande cidade universitária. Era inteligente e decidido. Um homem de muita cultura que amava Moisés e defendia as suas Leis. Nunca viu Jesus e chegou a perseguir os Cristãos, mas irá, posteriormente, anunciar a sua Fé aos pagãos. Era, portanto, também apóstolo, mas teve dificuldades em prová-lo. Era um grande escritor e ideólogo e reflectiu sobre os problemas de então. Afirmava que todos são um em Cristo e ninguém era superior ao outro. Pedro e Paulo tinham em comum a fé e o facto de terem ido para Roma. O primeiro foi crucificado no anfiteatro de César, pois era odiado por ter a graça de Deus. O segundo seria julgado em Roma. Foi levado para longe da cidade e aí rezou por todos: Pagãos, Cristãos, pelo Imperador, pelos soldados. Depois decapitaram-no. Estes Santos são considerados como as duas colunas da Igreja. Ambos amaram Jesus e pregaram a sua palavra. Cristo perdoou Paulo por ter demasiado duro com os Cristãos e Pedro por Lhe ter negado. Paulo está sepultado no Local das Três Fontes e Pedro na Basílica de Roma, em Itália.

Vera Joana V. G. Duarte
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO