Bodas de Ouro da irmã Maria Conceição Menezes

No passado sábado (30 de julho), a irmã Maria Conceição Menezes, religiosa da Congregação de Nossa Senhora das Vitórias e natural do Porto Santo, celebrou a suas bodas de ouro, juntamente com outras religiosas.


Na ocasião, D. António Carrilho manifestou "júbilo e esperança" pelo acontecimento que traduziu em três palavras essenciais: "recordar, agradecer e renovar": recordar "uma história de vida, do amor, ternura e misericórdia de Deus, a alegria da decisão, da opção vocacional, e o caminho percorrido"; agradecer "em especial o carisma da venerável Irmã Wilson, uma mulher de grande referência para toda a Igreja e sociedade, que proporcionou a entrada na vida religiosa"; renovar "a fidelidade ao Senhor, a alegria do sim, a entrega e a exigência de consagração pelo dom recebido", em atitude permanente de "louvor", a exemplo da fundadora das Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias que viveu de "olhos bem abertos e coração vigilante", desde o início da congregação na nossa diocese, em janeiro de 1884, até à sua morte, em outubro de 1916. O bispo do Funchal aludiu ainda ao "Ano da Misericórdia" para sublinhar que esta celebração era "um convite, o chamamento à missão assumida, em comunhão com toda a Igreja", e um "testemunho de vida e oração".






Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO