Papa Francisco visita Bento XVI: "Obrigado pela sua humildade e bondade."



O primeiro encontro “face-a-face” entre o Papa Francisco e o seu antecessor Bento XVI, hoje em Castel Gandolfo, nos arredores de Roma, começou com um “abraço comovente” e decorreu em ambiente de “profunda comunhão”. 
Em declarações à Rádio Vaticano, na sequência daquela que foi a primeira audiência entre um Papa em exercício e o seu predecessor, o diretor da sala de imprensa do Vaticano contou alguns dos pormenores que marcaram o evento. De acordo com o padre Federico Lombardi, “o helicóptero que transportou o Papa Francisco chegou ao Palácio Apostólico às 12h15 (menos uma hora em Lisboa) e o carro com Bento XVI aproximou-se desde logo do local de aterragem”. 
O Papa Francisco seguiu acompanhado pelo substituto da Secretaria de Estado do Vaticano, arcebispo D. Angelo Becciu, pelo regente da prefeitura da Casa Pontifícia, monsenhor Leonardo Sapienza, e por um dos secretários de Bento XVI, o padre Alfred Xuereb. “Quando chegaram ao pé um do outro, o Papa emérito aproximou-se de Francisco e os dois deram um abraço comovente”, revela o porta-voz da Santa Sé. Depois do percurso de carro desde o heliporto até ao Palácio, eles “seguiram imediatamente para a capela” do edifício “para um momento de oração”. Segundo o padre Federico Lombardi, foi já dentro do templo que se deu outro momento ilustrativo da boa relação que existe entre o Papa e Joseph Ratzinger. 
“Bento XVI ofereceu o lugar de honra a Francisco mas este quis que eles ajoelhassem os dois no mesmo banco”, realçando a sua condição de “irmãos”. O encontro começou às 12h30, na biblioteca privada onde o Papa normalmente recebe os seus convidados mais importantes, em Castel Gandolfo. Francisco ofereceu a Bento XVI “um bonito ícone” dedicado a Nossa Senhora da Humildade, um presente que pretendeu invocar “a grande humildade” do Papa emérito. 
A audiência, “totalmente privada e confidencial” sublinhou o sacerdote, terminou com o almoço e depois Joseph Ratzinger acompanhou Francisco de volta ao heliporto, de onde o Papa argentino encetou a sua viagem de regresso ao Vaticano. O padre Federico Lombardi realça que, apesar de esta ter sido a primeira reunião entre os dois, depois do Conclave, o “diálogo” entre Papa e Papa emérito começou bem antes de ser conhecido o resultado do processo eleitoral com os cardeais, a 13 de março. Quando renunciou oficialmente ao seu pontificado, a 28 de fevereiro, Bento XVI “expressou ao seu sucessor a sua incondicional reverência e obediência, e certamente que no encontro desta manhã, que foi um momento de profunda e elevada comunhão, teve ocasião de reafirmar esses sentimentos”, realça aquele responsável.
“O Papa Francisco também teve ocasião de renovar a sua gratidão e a gratidão de toda a Igreja pelo trabalho que Bento XVi desenvolveu durante o seu pontificado”, apontou ainda.

Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO