MENSAGEM DE NATAL - D. ANTÓNIO CARRILHO, BISPO DO FUNCHAL

MENSAGEM DE NATAL - 2012
D. ANTÓNIO CARRILHO, BISPO DO FUNCHAL
 
 
 
Uma grande luz desceu sobre a terra!
 
 
A luz do Menino de Belém inunda e perpassa todo o santo tempo do Natal. É, pois, com grande alegria, que me dirijo aos queridos diocesanos da Madeira e Porto Santo e a todos convido, com fé e esperança: Vamos a Belém! É Natal, Jesus nasceu!
Com profundas raízes franciscanas, as sãs tradições natalícias madeirenses, ricas em expressões de comunhão familiar, eclesial e social, ajudam-nos a preparar e a celebrar, com imensa alegria e profundo significado, todo o tempo litúrgico do Natal, a nossa “Festa”. Com especial afluência de fiéis, salientam-se as “Missas do Parto” da novena que antecede o Natal, contribuindo para uma preparação próxima e festiva do Natal do Senhor, em quase todas as comunidades paroquiais.
Ainda que em tempo de grave crise social e económica, que a todos afecta, não posso deixar de renovar o meu convite jubiloso: Vamos a Belém! Alegrai-vos, Jesus nasceu para nós! É que, com a Incarnação do Filho de Deus, a grandeza e a dignidade da vida humana encontram um novo sentido e um novo projeto, que importa conhecer, respeitar e promover.
Descobrir os sinais de Deus
Natal é tempo oportuno e ocasião especial para descobrir os sinais de Deus nos “presépios vivos” da nossa diocese, pessoas e famílias tantas vezes marcadas pelo sofrimento, múltiplas carências e provações, nomeadamente aquelas que, na presente conjuntura social, foram atingidas pelo desemprego.
A Igreja está atenta ao sofrimento da família humana e procura apontar para novos caminhos de esperança, com a ajuda espiritual e material, em gestos concretos de amor fraterno e no voluntariado solidário de muitas das nossas instituições.
Urge ser consequente com a fé que professamos, deixando Jesus nascer no melhor dos presépios, que é o nosso coração. Como escreveu Bento XVI, unidos a Ele, teremos força para “intensificar o testemunho da caridade” (A porta da Fé, 14). “O gesto da caridade, por sua vez, tem de ser acompanhado pelo empenho a favor da justiça, com um apelo que a todos envolve, pobres e ricos” (Mensagem do último Sínodo dos Bispos, nº12).
O Ano da Fé, que está a decorrer, aponta para uma fé aprofundada, esclarecida e comprometida, aberta à novidade do Espírito. Deixemo-nos, pois, envolver pelo dinamismo do Natal, que é anúncio, acolhimento e envio: Vamos a Belém ao encontro de Jesus-Menino e ajudemos os nossos irmãos a encontrarem-se com Ele.
Votos de Boas Festas
Que a estrela da esperança brilhe intensamente nos nossos corações. Jesus, o Verbo de Deus, é a verdadeira luz que ilumina o coração da Humanidade! Ele caminha connosco e reparte o Pão da Palavra e da Eucaristia, dizemos nós, neste segundo ano do plano pastoral rumo aos 500 anos da criação da Diocese.
Boas Festas de Natal a todos os queridos diocesanos e aos nossos emigrantes. Lembro particularmente as crianças e os jovens, os idosos, os doentes, os reclusos, quem mais sofre e precisa de uma palavra de carinho e um gesto de conforto. Que a luz de Belém resplandeça em todas as famílias. Jesus-Menino é a razão da nossa alegria e da nossa esperança!
Funchal, 23 de Dezembro de 2012
 
 
† António Carrilho, 
Bispo do Funchal
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO