Dia Diocesano do Acólito 25.04.12


O Dia Diocesano do Acólito, que se celebrou ontem na paróquia de Santa Cecília, registou grande participação de jovens das várias paróquias da Diocese do Funchal. A Eucaristia, presidida por D. António Carrilho, e concelebrada por diversos sacerdotes, encerrou as actividades daquele Dia que proporcionou a todos os acólitos momentos de reflexão,formação e convívio. Na homilia o prelado funchalense agradeceu a participação dos acólitos e elogiou o trabalho que desenvolvem com empenho e dedicação nas várias paróquias da Madeira e Porto Santo e manifestou o seu desejo de que prosseguiam nesssa importante missão. Fez, depois, algumas reflexões a propósito de São Marcos, cuja festa litúrgica se celebrou ontem. Salientou a importância daquele evangelista que foi um grande amigo de Jesus, apesar de não ter sido seu discípulo. Incentivou os e as jovens a serem cada vez mais amigos de Jesus, acentuando que se algum dos acólitos sentir o desejo de se consagrar a Deus através do sacerdócio ou da vida de consagração religiosa, que não tenham medo de dizer um sim, referindo, a propósito, que estamos a celebrar a Semana das Vocações, acentuando que “precisamos cada vez mais, de pessoas que possam colocar a sua vida à disposição para dar a conhecer Jesus porque Ele tem uma mensagem que ajuda as pessoas a serem felizes nas suas vidas. É importante vermos que Jesus continua a chamar pessoas que sejam capazes de deixar muitas actividades para pôr a sua vida ao serviço do Evangelho”. Recordou as comemorações dos 500 anos da Diocese do Funchal, referindo o Ano de Deus Pai, que está a ser o tema de reflexão na preparação para aquela efeméride que se comemorará em 2014 e que também foi tema de reflexão dos acólitos, sublinhando a importância da oração do Pai Nosso. Fez um apelo aos acólitos no sentido de levarem “ a alegria de servir o altar para juntos dos vossos colegas” , tendo uma palavra de convite também “para que muitos outros possam participar nesta mesma alegria e serviço”. Finalizou desejando que aquele encontro “vos toque por dentro e vos ajude a ser mais amigos de Jesus e a sentirem que cada um de vós tem uma mensagem a transmitir aos outros”. Antes de terminar a concelebração eucarística o Cónego Francisco Dias, Director do Secretariado de Liturgia, que organiza o Dia Diocesano do Acólito, agradeceu a participação de tão elevado número de acólitos, assim como a D. António Carrilho e aos párocos que participaram nas actividades daquele dia e desejou que cada um dos e das jovens que têm a importante missão de servir o altar reflictam na oração do Pai Nosso e a ponham em prática nas suas vidas. Depois o Pe. Francisco Caldeira, pároco de Santa Cecília, ofereceu a cada um dos grupos de acólitos uma placa (troféu) alusiva aos 50 anos daquela paróquia da freguesia de Câmara de Lobos e também comemorativa da dedicação da igreja paroquial. De referir que os jovens acólitos tiveram oportunidade de conhecer em pormenor a igreja paroquial de Santa Cecília, numa visita guiada pelo pároco. 

SÍLVIO MENDES
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO