MENSAGEM DA PÁSCOA do Sr. Bispo do Funchal

Mensagem da Páscoa 2011
D. António Carrilho, Bispo do Funchal


Corações novos, vidas renovadas em Cristo!







Estamos a celebrar a Páscoa! É uma festa e uma quadra que tem por fundamento a fé na ressurreição de Cristo, a Sua passagem da morte à vida, e que adquiriu, ao longo dos tempos, uma forte dimensão social e ricas tradições, em todo o mundo cristão.
A Páscoa é, assim, a Festa da Ressurreição do Senhor, a Festa da Vida, a Festa da Alegria e da Esperança! Daí que os nossos votos de Boas Festas Pascais se exprimam em mensagens de fé, confiança, alegria e coragem para viver e enfrentar as realidades da vida.
Perante a multiplicidade de problemas e dificuldades, que a realidade concreta da vida social e pessoal de tanta gente hoje manifesta, qual a atitude cristã que a Páscoa nos inspira?
Despertar a consciência e a responsabilidade
No contexto da crise actual, é importante que desperte a consciência e a responsabilidade de todos, cada um ao seu nível e no seu âmbito próprio: faça cada pessoa o que deve, como sabe e como deve! Cada um de acordo com o seu grau de cultura e competências; esquecendo-se de si próprios aqueles que estão bem e incomodando-se com os outros que necessitam de ajuda.
A questão que hoje se coloca não é só dar uma esmola ou ajudar alguém a sobreviver, é apostar e contribuir para a transformação das estruturas sociais, de forma a torná-las respostas adequadas e eficazes, que a todos comprometam. Que uns se incomodem e trabalhem a favor de todos, mas que ninguém se acomode, como quem espera dos outros aquilo que também deve ser esforço e trabalho seu.
A hora é de convocação geral. “Um por todos e todos por um!”, segundo o velho aforismo. E que impere a consciência ética e bem formada, norteada pelo sentido da verdade, da justiça, da rectidão, do bem comum e do amor fraterno!
Saber escutar o apelo de Jesus
As verdadeiras soluções passam pela consciência e pelo coração de cada um de nós! Precisamos de saber escutar o apelo evangélico à conversão, à mudança de mentalidades e de vida. Assim disse Jesus, ao iniciar a Sua vida pública: “O Reino de Deus está perto! Arrependei-vos e acreditai na Boa Nova”! Esta Boa Nova é o Evangelho que Ele anunciou, é Ele próprio, afinal!
As verdadeiras soluções passam por corações novos, vidas renovadas em Cristo, com a grande referência do amor-caridade. Na linguagem de S. Paulo, pelo Baptismo e por toda a vida que dele há-de brotar, seremos “homens novos” à imagem de Cristo.
Só a árvore boa pode dar bons frutos! Marcados pelo espírito de Cristo, produzimos os frutos do amor fraterno, a caridade que é serviço, à luz da entrega que Jesus fez de Si próprio ao Pai, por todos os homens! Ele nos ensina o amor oblativo, o amor doação, que vence o egoísmo e nos torna abertos e atentos aos outros!
Saudação Pascal
Caríssimos diocesanos da Madeira e Porto Santo, emigrantes em terras estrangeiras, turistas e quantos nos visitam nesta quadra festiva, para todos a minha alegre e afectuosa saudação pascal: Cristo Ressuscitou. Aleluia!
Que o glorioso Ressuscitado vos ilumine e acompanhe, e às vossas famílias, hoje e sempre, pelos caminhos da vida: nos vossos trabalhos, sofrimentos, dificuldades, tristezas e alegrias. Apesar da grave crise mundial, que a todos afecta, não deixeis apagar a Luz e o Fogo novo que, nesta manhã de Páscoa, o Senhor vos comunicou.



Funchal, 24 de Abril de 2011
† António Carrilho, Bispo do Funchal
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO