Unidos no Espírito Santo, eis a Missão!

No passado Domingo, 21 de Novembro, Festa de Cristo Rei, as Paróquias do Porto Santo iniciaram oficialmente o ano pastoral com o lema: “Unidos no Espírito Santo, eis a Missão!”, no ano em que celebramos o 50º aniversário da Paróquia do Espírito Santo.
Hoje, são muitos os desafios pastorais que encontramos nas nossas comunidades, sendo o primeiro e mais importante o de sermos portadores e testemunhas da alegria; a alegria de sermos cristãos unidos, comprometidos e responsáveis na Igreja e por levar o anúncio do Evangelho de Jesus a todos, por outras palavras e citando o nosso Bispo: fazer das paróquias verdadeiras comunidades fraternas (D. António Carrilho na homilia da Festa do Santíssimo Sacramento na Paróquia do Espírito Santo, 31-07-2010).
Sendo o Espírito Santo o padroeiro de uma das paróquias do Porto Santo, tentamos unir e reunir esforços pastorais, preparando actividades que promovam a comunhão e a corresponsabilidade entre todos, porque hoje não faz sentido de celebrarmos estas comemorações jubilares separadas das duas comunidades. Por isso elaboramos um programa pastoral mais organizado e adaptado às duas realidades paroquiais, focando a vivência e o aprofundamento mais intenso neste ano, no mistério da Terceira Pessoa da Santíssima Trindade.

Porquê o Espírito Santo?
Estando em ano jubilar pelas bodas de ouro da referida Paróquia, é-nos proposto aprofundar comunitariamente o mistério d´Aquele que é O festejado: o Espírito Santo.
O Espírito Santo foi-nos dado no baptismo e no crisma e torna-se hoje activo em nós porque acolhemos Jesus no nosso coração como Senhor e Salvador. E porquê? Porque experimentamos na vida quotidiana o amor de Deus, recebemos d´Ele a salvação por Cristo, renascemos para uma vida nova e porque o fruto da acção do Espírito Santo em nós torna-nos semelhantes a Cristo.
Por isso, não podemos esquecer aquela que nos acolheu no nosso nascimento espiritual, a Igreja, nossa mãe e mestra. É nela que o Espírito Santo actua. É nela que somos chamados por Cristo todos os dias. Lembremo-nos de Jesus no episódio da Sua Ascensão ao Céu, Ele havia dito aos discípulos que eles receberiam a força do Espírito Santo para serem suas testemunhas (Act 1,8). No dia de Pentecostes, logo após a descida do Espírito sobre àqueles que estavam reunidos no Cenáculo, Pedro começou a anunciar a Palavra de Deus, testemunhando com coragem a vida em Jesus (Act 2,14-36). No Pentecostes, os discípulos foram baptizados no Espírito Santo, isto é, foram revestidos do poder de Cristo para cumprirem a missão no mundo.

O que faz o Espírito Santo por nosso intermédio e connosco?
O Espírito Santo primeiro dá-nos coragem para anunciar o Evangelho, depois dá-nos poder de convencer e finalmente dá-nos dons para servir os irmãos.
Por isso, porquê a espera? “Recebei o Espírito Santo” (Jo 20, 22). É a grande oferta de Jesus para todos nós! Sem Ele não somos cristãos verdadeiramente, pois é Ele quem nos faz verdadeiros discípulos e missionários de Jesus, comprometidos com a Igreja, por isso unidos no Espírito Santo será essa a nossa Missão!
Finalmente colocamos no manto materno de Nossa Senhora da Piedade todos os nossos anseios, desejos e esforços, para que este ano pastoral possa dar muitos frutos nas Paróquias do Porto Santo. Bom trabalho pastoral!

Equipa Sacerdotal
24 de Novembro de 2010
50º Aniversário do Decreto de D. David de Sousa na Criação de novas Paróquias
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO