A Senhora do Monte na alma madeirense

A Igreja universal celebra no próximo sábado, dia 15, a festa da Assunção da Virgem Maria ao Céu. A Sé do Funchal é dedicada à Senhora da Assunção. Celebrando embora a festa litúrgica da Assunção da Virgem Maria, o 15 de Agosto assume a designação popular de Senhora do Monte, na mesma alvorada da colonização, depois da pequenina imagem ter sido encontrada nas cercanias do Terreiro da Luta e depositada na Igreja da Incarnação, segundo a tradição popular, e, mais tarde, na igreja paroquial do Monte, que os funchalenses têm vindo a venerar como Padroeira menor da cidade e todos os madeirenses como Padroeira principal da Diocese, patronato oficializado há duzentos anos, após a aluvião de 8 de Outubro de 1803.
O lugar passou a dar o nome à Festa. O Monte foi então centro das romarias e peregrinações, palco das súplicas e petições, cenário de louvor e gratidão à Virgem Maria. Tão vivo e fascinante no século XXI, como o foi na sucessão dos séculos. Uma fé que se vem transmitindo de geração em geração, com resultados visíveis nas expressões vivenciais da religiosidade popular.Na liturgia universal é a Solenidade da Festa da Assunção e na fé popular madeirense é a Festa da Senhora do Monte, que todo o madeirense também leva na sua bagagem de emigrante.
Para algumas comunidades paroquiais é ainda a Festa da Senhora da Graça, da Senhora da Ajuda, da Senhora da Guadalupe, de acordo com as raízes históricas da sua fé.
Embora com outros meios de transporte, todos os caminhos vão dar ao Monte, sexta-feira e sábado, para celebrar a Virgem Maria, através de todas as expressões que a gratidão, a fé e o amor ditarem na consciência de cada um.
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO