HOMILIA NA SOLENIDADE DO CORPO DE DEUS - D. António Carrilho 11.06.09

“Sendo muitos, formamos um só Corpo…” (Rom12,5)


Aqui nos encontramos, ao cair da tarde deste dia, para celebrarmos em união festiva com toda a Igreja, a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, tradicionalmente conhecida, entre nós, por Solenidade do Corpo de Deus.
É a Festa da Eucaristia! Para os crentes, a Eucaristia é o dom por excelência de Cristo à Sua Igreja, memorial da Sua Morte e Ressurreição, revelação do imenso Amor de Deus pela Humanidade, fonte de comunhão e unidade. A Eucaristia é presença real e viva de Jesus Cristo no meio do Seu povo, Pão da Vida, alimento da nossa caminhada de Peregrinos neste mundo. Como já tenho dito, muitas vezes, a Eucaristia é o maior tesouro espiritual da Igreja.
Na intimidade silenciosa do Cenáculo, na Quinta-Feira Santa, a Igreja contempla e participa, cheia de assombro e de gratidão, no misterioso e inesperado gesto de Jesus na Ceia da despedida: a consagração do pão e do vinho da ceia pascal hebraica, transformando-os no Seu Corpo e Sangue (cf. Mc 14,24), entregues pela salvação do mundo. Na solenidade do “Corpo de Deus”, a Igreja, o povo da nova Aliança, nascido na Páscoa, manifesta publicamente o seu incontido júbilo, em cânticos de Louvor, Adoração e Gratidão, por tão admirável e Santíssimo Sacramento: “Grandes e admiráveis são as vossas obras, Senhor Deus Omnipotente”!

Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO