São Paulo desafia os cristãos de hoje

A influência de São Paulo no mundo de hoje

A Igreja Católica está a comemorar dois mil anos do nascimento de São Paulo “como um grande desafio para a sua própria actualidade, tentando encontrar caminhos e linguagens”, disse à comunicação social o Pe. Doutor Tolentino Mendonça, conferencista convidado destas Jornadas de actualização.
“Quando se revisita um personagem como São Paulo há dois elementos importantes: por um lado, aprender do seu próprio percurso biográfico. Paulo é uma grande surpresa para quem o lê porque é um homem que fala na primeira pessoa do singular, e assim assume assim o cristianismo. E o eu, a dimensão pessoal de alguém que se apaixona pelo projecto cristão penso que é um grande antídoto contra todas as formas de massificação”, afirmou.
“Não somos cristãos apenas porque os outros foram noutras gerações; somos porque nós próprios descobrimos hoje o significado e a pertinência da mensagem de Jesus de Nazaré.” A figura de São Paulo é ainda exemplo para o nosso tempo no sentido em que ele “foi o inventor da Europa”
“Paulo fez do cristianismo mais do que uma ideologia, um repositório teológico; fez do cristianismo uma tomada de posição”. O seu discurso “é de ruptura com os modelos tipicamente judaicos, helénicos, romanos, e dali ressalta a grande novidade cristã, como uma síntese cultural nova”. Para muitos pensadores da actualidade, fora da esfera eclesial, “Paulo foi o inventor da Europa, porque este património genético de liberdade, de reconhecimento, da universalidade dos direitos da pessoa humana é alguma coisa que começa a germinar precisamente nas suas Cartas”, lembrou o Pe. Tolentino Mendonça..

Jornal da Madeira 21/01/2009
Enviar um comentário
VIDEO DE PORTO SANTO